Exclusivo

Bate papo com Lú ( Banca do milho ) em Vicente Pires DF

Se você está em busca de um lugar único...

Reino Unido negocia para fazer parte do Fundo Amazônia

O governo do Reino Unido está analisando cuidadosamente e com grande interesse a possibilidade de se juntar ao Fundo Amazônia.

Criado no segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2008, o fundo capta doações internacionais para investimentos em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento na Amazônia Legal.

No momento, os dois países que contribuem para o fundo são a Alemanha e a Noruega, que já destinaram mais de R$ 6 bilhões para o projeto.

A ministra do Meio Ambiente do Reino Unido, Therese Coffey, confirmou que o país já está em negociações com seus parceiros europeus para ajudar a financiar os projetos de sustentabilidade do fundo.

A CNN conversou com representantes do governo britânico e a embaixada do país no Brasil, que confirmaram o interesse no projeto.

Segundo essas fontes, o pedido para a participação do Reino Unido no Fundo Amazônia partiu do Brasil, ainda durante a fase de transição entre os governos Bolsonaro e Lula.

As primeiras conversas sobre isso aconteceram em novembro, em Sharm el-Sheik, no Egito, durante a realização da COP-27, a Cúpula Mundial do Clima, quando a ministra britânica se encontrou com a atual ministra brasileira da área, Marina Silva.

O Fundo Amazônia foi congelado durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, que não colocou o meio ambiente no centro de sua política externa. Isso criou preocupação não só entre os governos da Alemanha e da Noruega, mas também em relação a outros países europeus, interessados na preservação do meio ambiente.

Uma das primeiras medidas do novo governo de Lula foi justamente assinar um decreto restabelecendo o fundo, demonstrando que as mudanças climáticas e o meio ambiente terão papel fundamental na política internacional do país.

A ministra Coffey disse que o Reino Unido tem muito a oferecer ao Brasil, incluindo programas de sustentabilidade rural e arquitetura de baixo carbono.

O Reino Unido é o terceiro maior colaborador do Brasil no meio ambiente, já tendo oferecido R$ 1,6 bilhão para a área, disse a ministra.

Coffey viajou ao Brasil para a posse de Lula e já se encontrou com Marina Silva, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD), e a ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara (PSOL).

As mudanças climáticas são centrais na política britânica há anos. E o tema foi muito destacado nas mensagens de parabéns enviadas a Lula tanto pelo Rei Charles III como pelo primeiro-ministro Rishi Sunak.

Os dois disseram-se otimistas com a possibilidade de aumentar as parceiras no campo de meio ambiente com o Brasil.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Reino Unido negocia para fazer parte do Fundo Amazônia no site CNN Brasil.

Últimas Notícias

Em estreia na Libertadores, Red Bull Bragantino empata sem gols com o Águilas Doradas

Águilas Doradas-COL e Red Bull Bragantino não saíram do...

Casa Branca pede transparência total na investigação da morte de Navalny

A Casa Branca pediu “transparência total” em torno das...

Newsletter

spot_img

Não perca

Em estreia na Libertadores, Red Bull Bragantino empata sem gols com o Águilas Doradas

Águilas Doradas-COL e Red Bull Bragantino não saíram do...

Casa Branca pede transparência total na investigação da morte de Navalny

A Casa Branca pediu “transparência total” em torno das...

Estrela do Rio Open, Carlos Alcaraz se lesiona e desiste na estreia

Carlos Alcaraz encerrou sua participação no Rio Open muito...
spot_imgspot_img

 A ansiedade dos aposentados pela Revisão da Vida Toda e a esperança na independência do STF frente ao Poder Executivo

  João Badari*   A Revisão da Vida Toda tem sido um tema de grande relevância para os aposentados no Brasil. Este processo visa...

Em estreia na Libertadores, Red Bull Bragantino empata sem gols com o Águilas Doradas

Águilas Doradas-COL e Red Bull Bragantino não saíram do 0 a 0 nesta terça-feira (20) no jogo de ida da segunda fase da Libertadores....

“Vivemos uma epidemia de insegurança”, diz novo presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

    Entidade fundada em 1949 é a maior e mais representativa da categoria em nível estadual   A Associação dos Delegados de Polícia...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui