Exclusivo

Bate papo com Lú ( Banca do milho ) em Vicente Pires DF

Se você está em busca de um lugar único...

Feninfra: Governo Federal terá que acelerar inclusão digital

Presidente da Federação, Vivien Mello Suruagy, afirma que é preciso
priorizar reformas e gerar um ambiente de negócios favorável no País

A presidente da Federação Nacional de Call Center, Instalação e Manutenção de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e de Informática (Feninfra), Vivien Mello Suruagy, afirma que o novo governo federal que tomará posse no domingo (1º de janeiro de 2023) terá como responsabilidade primordial adotar políticas públicas voltadas ao crescimento econômico e geração de empregos, com inclusão social e digital. Segundo ela, é preciso priorizar as reformas necessárias, como a tributária reduzindo custos, e gerar um ambiente de negócios favorável no Brasil. “O setor de telecomunicações, em contrapartida, vai continuar a investir para expandir o setor, gerando novos postos de trabalho e dando sua contribuição para o desenvolvimento do País”, diz.

A presidente da Feninfra enviou ao presidente da República diplomado Luiz Inácio Lula da Silva uma pauta com os principais pontos que o setor considera essenciais para serem enfrentados pelo governo federal e o Congresso Nacional nos próximos anos.

“Representamos 137 mil empresas, empregadoras de 2,2 milhões de trabalhadores, para as quais é decisivo o avanço das reformas estruturais e medidas cruciais que dependem da ação do Governo Federal e do Parlamento”, afirma Vivien Suruagy.

“Nossa agenda básica tem o propósito de contribuir para a melhoria do ambiente de negócios, o fomento econômico e o desenvolvimento de nosso País, sendo aderente, portanto, aos objetivos de quem governará o Brasil”, complementa.

Vivien Suruagy ressalta que o ambiente regulatório, tributário e de infraestrutura do próximo governo deve favorecer a implantação da conectividade e da tecnologia 5G. “Conforme estudo elaborado em conjunto pela Nokia e pela Omdia, a implantação de redes 5G vai gerar um impacto de até US$ 1,2 trilhão no Produto Interno Bruto do país no período de 2021 até 2035”, ressalta.

A presidente destaca que o governo eleito, entretanto, precisará enfrentar desafios que foram detectados pela Feninfra, como por exemplo:

• Baixa disponibilidade de recursos humanos para fomentar o ecossistema nacional em torno de 5G.

• Insuficiência de ambientes que emulem o 5G e permitam a testagem de soluções.

• Inclusão digital: conectar serviços públicos à internet, especialmente em áreas rurais e remotas

• Leis de antenas municipais desatualizadas ou inexistentes, que impedem a implantação das novas tecnologias.

• Alta carga tributária, gerando falta de estímulos para que as empresas realizem os investimentos necessários para a implantação dos sistemas.

• Assimetria regulatória e tributária entre as empresas de telecomunicações e as chamadas empresas big techs, inibindo arrecadação federal e investimentos

• Precarização dos serviços de implantação de infraestrutura de telecomunicações através de empresas irregulares, com grande contingente de mão de obra informal e desqualificada tecnicamente.

• Grande ocorrência de roubo e furto de cabos e equipamentos, gerando interrupções de serviços.

• Indefinição com relação a migração de concessão para autorização dos serviços de telefonia fixa.

Reformas

“Algumas questões devem ser prioridade para o governo e o Congresso já no início de 2023, como a reforma tributária. “O setor de telecomunicações é um dos mais tributados no país e a população brasileira paga uma das mais elevadas cargas tributárias do mundo. Os tributos sobre o consumo aumentam a conta em quase 40% na média: a cada R$ 100 de serviços de telecomunicações, são pagos quase R$ 40 de tributos”, descreve.

Segundo Vivien Suruagy, no caso da PEC 45 ou PEC 110, é necessário não onerar o setor de serviços, maior empregador do país, para subsidiar outros setores.

A presidente acrescenta que é necessário debater urgentemente a questão da assimetria regulatória e tributária no Brasil entre as chamadas empresas big techs, como Meta, Google e Netflix, e as companhias do setor de comunicações, entre as quais as da área de radiodifusão e operadoras de telefonia. “A assimetria contribui para o desequilíbrio do mercado local, prejudicando a competitividade e os consumidores”, conclui.

The post Feninfra: Governo Federal terá que acelerar inclusão digital first appeared on Donny Silva.

Últimas Notícias

Ucrânia faz dois ataques contra Moscou em meio ao avanço das tropas russas

A Ucrânia fez dois ataques contra a Rússia nesta...

Coreia do Norte relata explosão durante lançamento de satélite

A Coreia do Norte disse que o lançamento de...

Justiça ordena que governo Milei distribua 5 mil toneladas de alimentos estocado

O juiz federal argentino Sebastián Casanello ordenou nesta segunda...

Veja imagens de destruição em campo de refugiados em Rafah após ataque de Israel

Um ataque israelense na cidade de Rafah, no sul...

Newsletter

spot_img

Não perca

Ucrânia faz dois ataques contra Moscou em meio ao avanço das tropas russas

A Ucrânia fez dois ataques contra a Rússia nesta...

Coreia do Norte relata explosão durante lançamento de satélite

A Coreia do Norte disse que o lançamento de...

Justiça ordena que governo Milei distribua 5 mil toneladas de alimentos estocado

O juiz federal argentino Sebastián Casanello ordenou nesta segunda...

Veja imagens de destruição em campo de refugiados em Rafah após ataque de Israel

Um ataque israelense na cidade de Rafah, no sul...

Parlamentares britânicos alertam contra investigação russa na Antártida; entenda

Legisladores britânicos manifestaram preocupações em relação a investigação conduzida...
spot_imgspot_img

Ucrânia faz dois ataques contra Moscou em meio ao avanço das tropas russas

A Ucrânia fez dois ataques contra a Rússia nesta segunda-feira (27). Unidades de defesa aérea russas derrubaram um drone nos arredores de Moscou, informou...

Coreia do Norte relata explosão durante lançamento de satélite

A Coreia do Norte disse que o lançamento de um novo satélite militar de reconhecimento falhou nesta segunda-feira (27), depois que um motor de...

Justiça ordena que governo Milei distribua 5 mil toneladas de alimentos estocado

O juiz federal argentino Sebastián Casanello ordenou nesta segunda (27) que o governo de Javier Milei informe os detalhes sobre as toneladas de alimentos...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui